twitter facebook instagram

Moradia Estudantil_i copy

Projeto: Moradia Estudantil
Proposta para o Concurso Nacional UNIFESP –
Campus São José dos Campos – 2014
ARQ. AMIR SHAFA
ARQ. JEAN CARLO VERSETTI
DIEGO MENUZZI

 

CONCEITUAÇÃO

A demanda do ingresso em universidades em todo o país vem sendo ampliada através de diversos programas de bolsa de estudo disponibilizadas pelo governo. Como consequência direta, houve um aumento do fluxo de pessoas deixando seus estados de origem para estudar em instituições de outras localidades do Brasil. Em resposta a esta demanda apresentamos esta proposta.

O projeto foi concebido visando não só para suprir a necessidade do programa, mas também servir de exemplo e referência para futuras iniciativas similares e também buscando um maior envolvimento das comunidades quanto a utilização da área verde da universidade e nos eventos organizados nas áreas de uso coletivo do campus. Praticidade, rapidez na execução da obra, eco eficiência e acessibilidade foram os fatores de maior influência para a concepção do projeto.

 

MORADIA ESTUDANTIL

IMPLANTAÇÃO

A área delimitada e o grande desnível do terreno foram os contrapontos decisivos para que definíssemos a forma de intervenção quanto a topografia do local.Visando a simplificação da acessibilidade o terreno destinado a construção das moradias juntamente com a aérea destinada a convivência externa foram divididas em três partes dispostas em patamares.

Na parte mais alta, próxima ao acesso superior do terreno ficarão as moradias dos estudantes e dos professores (famílias) que se conectarão ao centro de convívio através de rampas e passarela, estes passeios no mesmo nível e as rampas de acesso auxiliarão o deslocamento de cadeirantes
No nível intermediário estará o centro de eventos/convívio, suas atividades estarão distribuídas em 2 pavimentos. As atividades ligadas diretamente aos moradores estarão no mesmo nível das moradias (segundo pavimento). As Atividades abertas a todo campus estarão no pavimento térreo, facilitando o acesso a visitantes. No nível mais baixo do terreno definimos que será apenas construída uma área de contemplação e preservando a área verde que deverá ser recuperada e a transformando em um pequeno bosque nativo.

 

 

MODELO CONSTRUTIVO

MORADIA ESTUDANTIL Os pré-fabricados tê ganhado cada vez mais adeptos por estarem em sintonia com a estética e volumetria das novas edificações propostas com este tipo de, material. Hoje, no entanto, o investimento dos fabricantes no aumento de opções de dimensões, modulações e acabamentos resultam na maior variedade de tipos de obra que adotam o sistema.
Dessa forma, as padronizações, antes tão criticadas, já não são mais vistas como um problema, mas como garantia de que o projeto será executado dentro de parâmetros mínimos de qualidade, e a prova disso é que o pré-fabricado está totalmente integrado na paisagem, existem obras com a tecnologia espalhadas por todo país, e elas já não causam mais estranhamento às pessoas.

A filosofia de construção baseada em um planejamento rigoroso é exigência primordial, usando de forma mais racional as suas vigas, pilares e lajes alveolares protendidas , fachadas pré-fabricadas e , até mesmo em suas forma especiais. Só assim é possível aproveitar ao máximo características como maior velocidade de execução, redução de desperdício e de mão de obra e maior controle dimensional, trabalhando com peças que se encaixam perfeitamente e integram, com mesmo intuito, os demais materiais abaixo citados, propostos para todos o conjunto da obra.

– Perfis metálicos em ‘I’ galvanizados, servindo como máscara, estrutura paralela para composição dos materiais propostos;
– Placas foto-voltaicas como proposta de implantação para produção de energia limpa e auto-suficiente;
– Brises frontais e nas laterais, com intuito de minimizar a intensidade do calor nas superfícies de elevação e no interior dos edifícios .
– Fachadas verdes para integração dos edifícios com seu entorno de áreas verdes e bosques;
– Pergolados metálicos nas coberturas para minimizar a intensidade de luz de calor nas lajes e, ainda, dando conforto ao uso deste espaço.

 

BLOCOS DESTINADOS A MORADIA

MORADIA ESTUDANTIL
Os Blocos destinados a moradias para alunos foram planejados de forma a preservar a escala natural do terreno ao mesmo tempo promover e a acessibilidade. São 4 blocos de 3 pavimentos + térreo, 2 Blocos para quartos para 1 pessoa ( 1Q/P), 16 apartamentos por pavimento com de uso imediatos, espaço 2 Blocos para quartos para 2 ( 2Q/P) 8 e pessoas apartamentos por pavimento com de usos espaços imediatos ( BWCS , COZINHA, COPA E SERVIÇO). Cada laje terá 335 m2 – cada Bloco 1340 m2 – totalizando e 5360 m2 de área construída – sem contar cisternas, casa de máquinas e caixa d’água. O Bloco destinado aos Professores tem 4 apartamentos por pavimento – e cada bloco com 3 pavimentos ( 2 superiores + 1 térreo). No pavimento térreo de todos blocos estarão os destinados ao uso coletivo dos moradores. Cada Laje destes dois Blocos terão 266 m2 de área – e cada Bloco terá 798 m2 de área. E também os 8 apartamentos aos moradores com necessidades especiais-específicas.

 

 


 

Quer complementar ou criticar este texto? Envie seu artigo para o Arquipélago.

 


 



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *